Carreiras

O mundo do trabalho

 

Freud e a corporação

A psicóloga e especialista em análise e aconselhamento de carreira Mariá Giuliese lançou o seu terceiro livro, "O Jogo da Transição", em janeiro, no qual faz uso de ferramentas da psicanálise para avaliar o mundo corporativo e suas relações.
Giuliese conversou com o blog Carreiras sobre essa união entre a teoria freudiana e a carreira, em uma conversa que abordou até mesmo como a relação de uma criança com seus pais pode influenciar seu comportamento, quando adulto, no ambiente corporativo. Confira:

Blog Carreiras - Até onde a psicanálise serve para analisar a vida profissional?
Mariá Giuliese - Quanto mais eu atuava dentro das empresas, mais eu notava que os elementos específicos da psicologia organizacional não davam conta dos problemas e das facetas das relações empresariais. Os modelos de gestão colocam tecnicamente vários fatores. Mas existem fatores que são internos do ser humano, fatores não percebidos.
A psicanálise me dá respostas mais profundas sobre os fenômenos das empresas e os profissionais que passavam por elas.
Tenho outro livro, chamado “Será Mesmo que Você Nasceu para Ser Empregado?”, que fala justamente do mal-estar constante do mundo corporativo. Mais ou menos como Freud falava do mal-estar na civilização. Trouxe isso para a empresa e abordei o mal estar-dentro da empresa. 
A psicanálise trabalha muito com o intrapsíquico, mas, a cada dia que passa, os estudos psicanalíticos mostram o poder e influência do mundo corporativo na formação do ser.
Quais as adaptações que foram necessárias a você fazer para que a psicanálise fosse aplicada ao mundo corporativo?
Não sei se fiz adaptações ou aproximações sucessivas e vi como a psicanálise poderia ajudar o ambiente de trabalho. Ela permite uma leitura mais consistente da realidade. 
A psicanálise tem sido cada vez mais usada para entender o ambiente. Acho esse movimento mais forte hoje em dia.
Você pode interpretar o ambiente de trabalho do ponto de vista socioeconômico, político e financeiro e também do psicanalítico, que vem completar e somar-se aos outros.
Quais são os caminhos que levam a um amadurecimento mais rápido ou mais demorado de um profissional?
A vida é feita de altos e baixos e idas e vindas. Quanto mais a pessoa se conhece, mais é capaz de lidar de forma positiva com a realidade. Entrar em conflito com a realidade, negar, objetar a realidade, não são um bom negócio. O melhor é entender o que está acontecendo.
Às vezes, é tão duro para a pessoa sair da empresa que ela se nega a ver que está tudo muito ruim. 
A negação da realidade parte do pressuposto que o que está diante dela é tão ameaçador e vai exigir tanta mudança que a pessoa não vai nem enxergar. É uma defesa.
Quanto um trauma pode afetar uma carreira?
Tudo depende de como a pessoa lida com o trauma. Eu conheço executivos que não conseguiram voltar para o mundo corporativo depois de uma demissão malfeita. [Eles,] que estavam na fase de voltar, que construíram um belo caminho, se descompensaram emocionalmente depois da demissão.
Conheci executivos que se aposentaram, adoeceram e morreram porque não conseguiram lidar com a nova realidade. 
A pessoa pode ficar inibida, insegura, com medo e atrapalhar ou retardar muito o desenvolvimento profissional.
O psicanalista Otto Kernberg diz que pessoas muito doentes emocionalmente podem se comportar como pessoas normais em um ambiente no qual as regras são claras e a liderança é saudável e transparentes. Entretanto, num ambiente com regras pouco claras, que mudam muito, com uma liderança que só trabalha em interesse próprio, onde o jogo das relações é perverso, até as pessoas saudáveis podem se comportar como doentes.
O quanto a infância pessoal pode afetar a carreira profissional?
Mais do que resumir, eu talvez possa lhe explicar com um exemplo: Tem uma pessoa que eu atendo que viveu uma experiência dolorida com os pais. Ele apanhava bastante. Todas as vezes que manifestava desejo de conhecer o mundo, apanhava ou ouvia a mãe dizer que não ia dar certo.
Essa pessoa se preparou durante um bom tempo, tentando se prevenir de levar a surra. Mas ficou tão necessitada de preparo para tudo, que, em tudo o que fazia, tinha que ser a mais esperta, inteligente e hábil.
Ele não conseguia tratar as situações de forma leve e passou a ter medo de tudo. Vivia situação de tensão muito forte.
Tudo que fazia tinha que ser perfeito e planejado, porque toda vez que ele ousava, apanhava.

Escrito por Marcos de Vasconcellos às 21h13

Comentários () | Enviar por e- mail | Gestão de carreira | PermalinkPermalink #

Palestra gratuita sobre como estudar nos EUA

A escola de inglês Alumni promoverá no próximo dia 9 uma série de palestras sobre como ingressar em graduação, pós-graduação ou curso de inglês nos EUA.

O evento é promovido pelo Centro de Orientação EducationUSA-Alumni, escritório afiliado ao Departamento de Estado Norte-Americano no Brasil, responsável por orientar e acompanhar interessados em estudar nos EUA.

Nas palestras de graduação e pós-graduação, o estudante obterá informações sobre o sistema educacional americano, os pré-requisitos para ser admitido nas universidades e informações sobre visto de estudante e bolsas de estudo.

Já a palestra sobre cursos de inglês abordará temas como escolha dos cursos e instituições que os oferecem

Serviço:

Data: 9 de fevereiro

Horário: às 13h30 (pós-graduação), 15h (graduação) e 16h30 (cursos de inglês)

Local: Centro de Orientação EducationUSA-ALUMNI

Endereço: Alameda Jaú, 1.208, Jardim Paulista (São Paulo)

Inscrições: advising@alumni.org.br ou 0/xx/11/3067-2915 e 2916

 

Escrito por Cássio Aoqui às 18h36

Comentários () | Enviar por e- mail | PermalinkPermalink #

Palestra gratuita para RH

"Desafios da Carreira Moderna" é o tema de uma palestra gratuita que a BBS (Brazilian Business School) promove para profissionais de recursos humanos no dia 9/2, em São Paulo. Serão abordados gerenciamento da carreira da geração Y, desenvolvimento do profissional frente aos desafios modernos e administração do conflito de gerações dentro da organização. As inscrições podem ser feitas no site da BBS ou pelo telefone 0/xx/11/3266-2586.

Escrito por Equipe do blog Carreiras às 12h00

Comentários () | Enviar por e- mail | PermalinkPermalink #

Curso gratuito de gestão para mulheres na FGV-SP

A Escola de Administração de São Paulo da Fundação Getulio Vargas está com inscrições abertas até o dia 7 de fevereiro para a terceira edição do curso gratuito “10.000 mulheres”. As aulas começam em março.

O curso visa a capacitação de mulheres que possuem seu próprio negócio em funcionamento e que não tiveram acesso a cursos de administração.

Ao término do curso haverá uma série de eventos, feiras de empreendedorismo, consultorias e visitas a incubadoras.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.10000women.ie.edu

 

 

Escrito por Cássio Aoqui às 17h39

Comentários () | Enviar por e- mail | PermalinkPermalink #

Mestrado na UnB dá bolsa a estudantes indígenas

Estão abertas as inscrições para o novo mestrado profissional em desenvolvimento sustentável da UnB (Universidade de Brasília), com foco em sustentabilidade de povos e terras indígenas.

A pós visa oferecer capacitação técnico-científica aos profissionais que atuam no campo indigenista e planejem implementar ações voltadas para a sustentabilidade cultural e ambiental de povos indígenas.

O período de inscrições termina em 11/02/2011. O mestrado é gratuito, e os estudantes indígenas terão uma bolsa no valor de R$ 1.200. São 26 vagas, das quais 13 reservadas para indígenas.

O curso é resultado de uma parceria entre a FUB (Fundação Universidade de Brasília), o Ministério da Cultura, a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e a USAid (United States Agency for International Development), por meio do Instituto Internacional de Educação do Brasil.

Mais informações e o edital do curso estão disponíveis no site da UnB.

Escrito por Cássio Aoqui às 16h17

Comentários () | Enviar por e- mail | PermalinkPermalink #

Posição no computador

Você já deve ter experimentado algumas posições para utilizar seu laptop. No trabalho, o básico -- sentado à mesa. Para trabalhar em casa, com o computador no colo. Momentos de mais descontração pedem algo mais despojado -- de bruços ou com as pernas para cima.

Veja 16 posições possíveis para usar o seu portátil.

Essa veio do BlueBus.

 

Escrito por Jordana Viotto às 13h10

Comentários () | Enviar por e- mail | PermalinkPermalink #

"Quem precisar de um empreguinho"

Na última sexta-feira(28), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu o título de doutor honoris causa, concedido pela Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais.

No discurso feito aos estudantes, Lula ofereceu, em tom de brincadeira, empregos. "Quem precisar de um empreguinho, me mande um currículo, que nós vamos ver o que fazer", disse.

Por mais que a taxa de desocupação registrada em dezembro pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) tenha sido a menor registrada pela Pesquisa Mensal de Empregos (5,3%), ela mostra que a empregabilidade dos jovens continua sendo um grande desafio para o governo.

Para quem tem entre 18 e 24 anos, a taxa de desocupação é de 14,9%, enquanto na população com idade entre 25 e 49 anos o número cai para 5,5%.

Já os programas de aprendizagem têm barreiras ainda maiores a enfrentar. Na população com idade entre 15 e 17 anos, a taxa de desocupação é de 25,8%.

Se Lula estiver mesmo aceitando currículo de jovens universitários, seu apartamento, em São Bernardo do Campo (SP), ficará lotado em poucos dias.

Escrito por Marcos de Vasconcellos às 19h18

Comentários () | Enviar por e- mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog Carreiras O blog Carreiras é uma extensão da cobertura publicada semanalmente no caderno Empregos&Carreiras. É produzido pelos jornalistas Bruna Borges, Cássio Aoqui, Jordana Viotto, Marcos de Vasconcellos e Raquel Bocato.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.